CONTRIBUAEnvie sugestões de temas, propostas e comentários.

Programação

13/11, às 18h – DEBATE Políticas de ações afirmativas: efetividade e experiências

Considerando as políticas de ações afirmativas de fundamental importância para o ingresso de afrodescendentes, indígenas, pessoas com deficiência, pessoas trans e pessoas em situação de refúgio, apátridas e portadoras de visto humanitário como ingresso na universidade, seja na graduação ou na pós-graduação, pretende-se neste debate apresentar as ações que garantem a efetividade da lei de cotas e compartilhar as experiências do Programa de Pós-Graduação em Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades, que desde 2019 adota ações afirmativas para ingresso nos cursos de Mestrado e Doutorado, sendo que em 2020 destinou 80% das vagas para esse fim. 

Jussara Santos – graduada em Pedagogia (Universidade Presbiteriana Mackenzie), mestre em Educação (PUC/SP) e doutora em Educação (UFSCAR). Atua como gestora do Núcleo de Educação Étnico Racial na Prefeitura Municipal de São Paulo, como membro de comissões de heteroidentificação desde 2017 e assessora em educação para as Relações Étnico raciais no município de Extrema;

Tamiles Alves – baiana, nascida em Ubatã (interior da Bahia), graduada em Comunicação Social e Mestra Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades (Diversitas-USP), pesquisando as Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial da população negra no Brasil. Idealizadora do Projeto Educafro, curso preparatório para acesso na pós-graduação.

Vinicius Conceição Silva Silva – defensor público do Estado de São Paulo desde 2014, coordenador auxiliar do Núcleo de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial da Defensoria Pública de SP e mestrando do Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades (Diversitas-USP), desenvolvendo a pesquisa “Novos desafios para a efetividade de políticas de cotas raciais

Sérgio Bairon – professor da Escola de Comunicação e Artes – USP, onde exerce atividades docentes e de pesquisa na temática do Audiovisual, da Hipermídia e da Produção Partilhada do Conhecimento. Doutor em Histórias Social – USP, pós-doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC SP e em Comunicação e Humanidades pela Freie Universität Berlin, Alemanha. É o atual coordenador do Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos. 

Mediaçãor: Reinaldo Teles –  professor da Escola de Comunicações e Artes – USP e do Programa de Pós-Graduação do Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades (Diversitas-USP). Doutor e Mestre (2001) em Ciências da Comunicação, Turismo e Lazer pela ECA-USP e bacharel em Geografia pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Formação em Psicanálise com orientação em teoria freudiana no Centro de Estudos Psicanalíticos (2016-2019). Sua atuação está relacionada aos seguintes temas: Geografia, Espaço Urbano, Diáspora africana, Planejamento Turístico, Turismo Internacional, Meio Ambiente e Lazer

Assista no Youtube: https://youtu.be/bIw5eldg2AQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *